segunda-feira, novembro 10, 2008

a mãe- pela 5ª vez


Já são 34 edições da Meia Maratona da Nazaré e eu estive em 5 delas, desde que corro sempre fiz questão em estar presente e vim de lá sempre satisfeito com a minha prestação e desta vez não foi diferente.
A pistola não funcionou, mas lá partimos com o "1, 2, 3 !!!" da Rosa Mota, fui com Carlos no inicio e senti que estava muito rápido, passei nos 10 k na casa dos 45:00 depois resolvi abrandar e passar para um ritmo mais confortável, tipo "cruise control".
Estava um muito bom dia, com bastante sol o que transmite uma sensação de calor, principalmente numa prova com início às 11h, quanto à organização não tenho nada a apontar, notei que a t-shirt melhorou muito em termos que qualidade. Há quem diga que este ano estivem menos participantes, mas eu sinceramente não notei, notei sim que na frente da corrida os primeiros me eram completamente desconhecidos, mas isso é mais uma prova do cariz popular.
Aproveito aqui para saudar o trabalho feito pela Sportscience, que está a registar em arquivo os resultados de todas as edições desta prova, em que eu vejo que 1h41m é um tempo tradicional para mim na Nazaré.
Relativamente à minha prova, eu estava a contar fazer a prova na casa da 1:40 mas terminei precisamente com 1:41:00 no meu crono, podem ver no link abaixo que estranhamente fiz a prova toda acima das 180 bpm, mesmo tendo abrandado (não sei se me deva preocupar), acabei a prova também esgotado em termos musculares
Aqui os dados:
Abraço,

5 comentários:

Carlos Lopes disse...

Parabéns Nuno, pela prova, fiz ela a 2 anos e adorei.

Anónimo disse...

boa mestre agora cuidado com esse cardio, tanto tempo acima das 180 é dose.
abraço
ab

António Almeida disse...

Caro Nuno

15 dias depois da maratona acho que teve um bom desempenho.
Também lá estive, também voltei de lá satisfeito.
Continuação de bons treinos e até Lisboa.
António Almeida

Anónimo disse...

Parabéns pelo resultado! Se te fizer sentir melhor, eu nunca chegarei a essa marca!

Adorei a bela, bela foto!

Lénia

João Meixedo disse...

grande prova. Foi a minha estreia, mas só uma fatalidade me impedirá de lá voltar já em 2009. Um terra inteira em sintonia com a prova.
Perfeito.
Abraço e até breve.