segunda-feira, novembro 11, 2013

Canhão da Nazaré


De volta à “mãe” de todas as meias na simpática Nazaré. Depois de no ano passado ter corrido bastante mal, este ano optei por uma abordagem mais conservadora e realista, ritmos controlados e sempre a aumentar por cada módulo de 5km, as boas sensações mantiveram-se até final, é sempre um sinal positivo quando na recta do ultimo km estamos a ultrapassar em vez de sermos ultrapassados.

Com o chamado “running” de regresso à moda, estava muita gente na prova e as famílias em seu redor, criando um ambiente muito acolhedor. Ainda bem que as entidades responsáveis se apercebem do “boost” económico que estes eventos trazem, o outro assunto que tem trazido a Nazaré à opinião pública tem também  sido bem aproveitado estando o próprio Garrett Mcnamara a dar o toque de partida ao lado da grande Rosa Mota. De tarde fomos à zona do farol (onde são tiradas as imagens das ondas gigantes) e a afluência estava fantástica com mares de gente a rumar ao local, ontem com boleias patrocinadas por uma marca de carros alemã…

Agora vou estar de regresso para mais uma meia em Lisboa no dia 8 de Dezembro.

Abraços e boas corridas.

Sem comentários: